segunda-feira, 30 de novembro de 2015

A Menina da Neve












Exclusivo para o Literatura de Cabeça

Quando se mistura drama com fantasia, das duas uma: ou se tem um livro muito triste que não é verdade ou se tem um livro triste de verdade.
Começando assim, falar de A Menina da Neve é mexer um pouco com cada sentimento do ser humano: amor, desilusão, impotência, aceitação, saudade e principalmente respeito.
Não, não… Eu não estou surtando…
É um livro que coloca o leitor frente a frente com medos, decepções, aventuras e mais um monte de outras coisas de uma maneira sutil. Tem horas que você se pega torcendo para que tudo seja verdade, tem horas que a fantasia é necessária para amenizar os sentimentos.
É um livro de leitura fácil, poucos personagens, porém densos. Personagens marcantes com características únicas que acaba deixando o leitor com um foco exclusivo: a história.
Blá, blá, blás à parte, vamos ao que interessa resumidamente sem spoiler….
A história se passa no Alaska, no começo do século passado(nossa eu também sou do século passado), onde um casal se muda para lá, a fim de fugir de todas as pressões sociais por não poderem ter filhos. Aproveitam uma oportunidade e vão desbravar terras longínquas. Nem eles sabiam o quão difícil seria estar naquele lugar.
Longe de tudo e de todos, eles veem a vida passar pela janela, Jack trabalhando duro para que haja sustento no inverno e Mabel cada vez mais absorta dentro de casa.
Até que um dia eles, em uma brincadeira resolvem fazer uma boneca de neve.
A partir daí perderia a graça contar mais alguma coisa.
Vale a pena….é um livro que flui… o leitor busca o final
Enfim… Recomendo!
Já que eu apareço com outra! Beijos!!!!!!!!!!!


Sinopse:
Alasca, 1920: Um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando um do outro cada vez mais ele, no duro trabalho da fazenda, ela, se perdendo na solidão e no desespero. Em um dos raros momentos juntos durante a primeira nevasca da temporada, eles fazem uma criança de neve. Na manhã seguinte, ela simplesmente desaparece.
Jack e Mabel avistam uma menina loira correndo por entre as árvores, mas a criança não é comum. Ela caça com uma raposa-vermelha ao lado e, de alguma forma, consegue sobreviver sozinha no rigoroso inverno do Alasca.
Enquanto o casal se esforça para entendê-la uma criança que poderia ter saído das páginas de um conto de fadas , eles começam a amá-la como se ela fosse filha deles. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam ser, e o que aprendem sobre
essa misteriosa menina vai transformar a vida de todos eles.